Como fotografar no escuro

Nem sempre as configurações do modo automático da câmera digital proporcionarão uma boa fotografia. Se o ambiente tiver pouca luz, por exemplo, é preciso encarar o modo manual e experimentar opções mais avançadas. Mostramos, a seguir, como fazer esse trabalho sem traumas.

Dispense o flash

Câmeras compactas têm flash como alcance de poucos metros, por isso, não adianta usá-lo para iluminar objetos distantes ou paisagens. Nesses casos, vale a pena desligá-lo e aumentar a sensibilidade de captação de imagens (ISO).

Abertura maior

Para fotos noturnas, o ideal é prolongar o tempo de abertura do diafragma da câmera, que é mostrado no menu por combinações como f5.6 e f16, por exemplo. Nesse caso, o menor número é a melhor opção.

Firmeza é fundamental

Com maior sensibilidade e maior abertura, a câmera demora mais tempo para fotografar e, por isso, é essencial que permaneça estática. Na falta de um tripé, improvise um apoio para as mãos ou apoie o cotovelo numa mesa ou no parapeito de uma janela.

Os 3 supercomputadores mais rápidos do Brasil

O Brasil também está na lista mais importante da supercomputação mundial: o TOP500, que mostra o poder e as características das 500 mais rápidas máquinas de processamento de dados do mundo.

O país figura com 3 supercomputadores na lista divulgada em junho desse ano. Nas imagens a seguir, veja quem são eles e, também, quais são suas configurações e funções.

Galileu

Instalado na Petrobras, o supercomputador é usado para ajudar na exploração de petróleo na região do pré-sal, assim como o Grifo04.

Ele pode simular os riscos da retirada do óleo nas aguas profundas, indicar qual é o melhor tipo de infraestrutura para levar o petróleo à costa e, ainda, saber como a corrente marítima pode afetar aa vida dos dutos que retiram o óleo do fundo do mar.

O supercomputador fica instalado na Universidade Federal do Rio de Janeiro, a UFRJ. Ele é capaz de processar 160 trilhões de cálculos por segundo – portanto, tem a capacidade de 160 teraflops. Essa potência toda é gerada por uma arquitetura com servidores Sun Blade x6048 e processador Xeon X5560 que somam, no total, 6.464 núcleos.

Tupã

Instalado no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o Tupã custou 50 milhões de reais. Ele é usado para simular mudanças climáticas e, claro, ajudar na previsão do tempo.
O supercomputador é considerado um dos mais avançados do mundo para simular mudanças climáticas. Graças ao seu hardware capaz de realizar 205 trilhões de operações de cálculos por segundo e processar em 1 minuto um conjunto de dados que um computador convencional demoraria mais de uma semana.

Em 2010, o Tupã foi considerado pelo Top500 o 29º supercomputador mais rápido do mundo. Na lista mais recente, feita em junho deste ano, ele ocupa a 79º posição.

Grifo04

É o mais potente supercomputador da atualidade: ele ocupa a 68º posição na lista do TOP500. Instalado na Petrobras, o Grifo04 também é o supercomputador mais rápido da América Latina. Ele é usado para simular, com imagens, a exploração de petróleo na região do pré-sal. Além disso, ele roda um software que faz simulações sísmicas – algo necessário para explorar o óleo em regiões de aguas profundas.

O computador, desenhado e produzido pela Itautec, conta com 1088 GPUs NVIDIA Tesla M2050 e 544 CPUs hexa-core Intel X5690. Além disso, ele tem 17 TB de memória RAM (incluindo 3TB de GRAM) e mais de 1 PB em discos locais.

Com todo esse hardware, o sistema tem capacidade para realizar mais de 250 trilhões de operações matemáticas por segundo. A Petrobras pagou 17 milhões de reais pelo equipamento. O valor inclui custos de serviços de manutenção e garantia de hardware por quatro anos.

Trailer de Maniac (2012)

A IFC Midnight acaba de divulgar o trailer do remake do clássico cult de 1980, MANIAC. Confira logo abaixo! O novo longa é dirigido por Franck Khalfoun (P2 – Sem Saída) e conta no elenco com Elijah Wood (Senhor dos Anéis) e Nora Arnezeder (Safe House).

O longa foi escrito por Alexandre Aja (Alta Tensão) e seu companheiro de roteiro e produção, Grégory Levasseur. Ainda não existe uma data definida para o lançamento, que deve acontecer em algum momento de 2013.

Wood faz o papel de um serial killer que trabalha em uma loja que vende manequins antigos. Ele encontra suas vítimas na internet e as persegue como presas, enquanto sofre de alucinações que o mandam de volta ao passado, quando sofria abusos da própria mãe. Em sua mente distorcida, ele consegue um pouco de vingança com cada assassinato.

Astrônomos encontram nova “super Terra” potencialmente habitável

Planeta localizado a apenas 42 anos-luz da Terra se encontra dentro da faixa de habitabilidade de seu sistema solar.

De acordo com uma notícia publicada pelo site SPACE.com, um grupo internacional de astrônomos, liderados por Mikko Tuomi, da Universidade de Hertfordshire, na Inglaterra, localizou uma nova super-Terra a apenas 42 anos-luz do nosso planeta que apresenta inúmeros atributos em termos de habitabilidade e capacidade para suportar a vida.

Segundo a publicação, a super-Terra — conhecida como HD 40307g — faz parte de um sistema solar de seis planetas que orbitam próximos a uma estrela anã da classe espectral K. Conforme explicaram os astrônomos, o astro se encontra a uma distância de 90 milhões de quilômetros de seu sol, o que o posiciona dentro da faixa de habitabilidade, ou seja, dentro da região na qual a água em sua forma líquida pode ser encontrada na superfície de um planeta.

Astrônomos encontram nova super-Terra potencialmente habitável (Fonte da imagem: Reprodução/SPACE.com)

Além disso, os cientistas acreditam que a HD 40307g conta com uma massa pelo menos sete vezes superior à da Terra, além de provavelmente girar em torno de seu próprio eixo — em vez de orbitar sempre com a mesma face voltada para sua estrela —, o que significa que o astro pode apresentar ciclos de dias e noites semelhantes aos do nosso planeta, aumentando, assim, as chances de que alguma forma de vida possa se desenvolver por lá.
Fonte: SAPACE.com Universidade de HertfordshirearXiv.org

Para pesquisadores, realidade em que vivemos pode ser simulação.

Após assistir a Matrix, você ficou se perguntando se realmente existe um universo paralelo gerado por um computador? Se a resposta foi positiva, talvez esteja chegando a hora de você descobrir a verdade.

Segundo o Daily Mail, um grupo de cientistas da Universidade de Bonn (Alemanha) encontrou uma forma de confirmar se o universo como conhecemos é ou não uma realidade simulada.

Para confirmar a suposta teoria do ‘Matrix’, os estudiosos buscam criar uma simulação de nosso universo para encontrar a natureza da”visão restrita”, que nos impediria de perceber esse universo paralelo virtual em que (teoricamente) estaríamos vivendo.

Segundo eles, é possível que alguma civilização tenha conseguido produzir computadores tão poderosos capazes de desenvolver simulações do próprio universo. Sendo assim, estaríamos vivendo em uma dessas simulações, reproduzindo a mesma trajetória que nossos criadores. Ou seja, no futuro, seríamos capazes também de projetar as mesmas simulações em que supostamente vivemos.

A verdade será finalmente revelada quando os físicos unificarem o micro e o macro, e encontrarem nossas limitações percepto-sensoriais que nos impedem de enxergar a realidade.

Esse tipo de pensamento não é novo, Gnósticos de varias denominações pregam isso a milênios.

Confira mais sobre o assunto neste link.

Tudo sobre Tablets

IPad ou Android? O que a tecnologia dos tablets pode fazer por você? O que empresas como Microsoft, Apple, Google e Samsung têm para oferecer? A gente explica!
iPad, Android, Galaxy Tab, BlackBerry, Windows 7 (e 8), Motorola XOOM… A quantidade de tablets no mercado mundial já chegou a um número bastante expressivo, mesmo que muita gente ainda não saiba o que eles são, e o que dá para fazer com eles.

O que é um tablet?

Um tablet é um computador. Simples assim. Por isso mesmo ele é chamado às vezes de Tablet PC.

Só que em vez de CPU, teclado, monitor e mouse, como estamos acostumados (mesmo num notebook esses elementos são visíveis), o tablet é uma espécie de prancheta eletrônica. Você segura como uma prancheta e usa também de forma parecida – com a exceção de que, além de caneta, podemos usar os dedos.

Para permitir isso, o tablet tem uma tela sensível ao toque, normalmente com 7 ou 10 polegadas. Essa tela substitui os dispositivos de entrada (teclado e mouse) e o monitor de um computador comum.

Com um tablet, você pode navegar na internet, ler revistas, jornais e livros nele, jogar e até mesmo ouvir música e assistir a filmes. Todos os tablets já vêm com conexão Wi-Fi, para permitir conexão à internet. Alguns modelos mais caros permitem conexão pela rede de telefonia celular 3G.

Você precisa de um tablet?

Depende. O produto já deixou de ser luxo de executivos, e possui usos para todo tipo de público. Há usos profissionais e também domésticos para eles, e a todo momento surgem mais utilidades nunca imaginadas para esse tipo de computador. Além disso, eles são simples e divertidos de usar.

O que chama primeiro a atenção nos tablets é seu tamanho. São leves e pequenos. Mesmo um netbook é mais volumoso que um tablet.

Outra característica marcante dos tablets é sua facilidade de uso. A tela gráfica e sensível ao toque, com elementos que se “encaixam” na ponta dos dedos, convidam à operação com eles. É comprovadamente muito mais rápido aprender a operar um tablet com os dedos do que um computador de mesa, com teclado e mouse.

Um tablet é também menos demorado para ligar: três segundos para sair do stand by (não é preciso desligar um tablet, apenas colocá-lo para dormir), contra quase um minuto do netbook mais rapido. Um netbook, mesmo dormindo, drena a bateria muito mais rápido, portanto é necessário desligá-lo para poupar carga – e por isso, o tablet leva vantagem no tempo de reinício.

Tudo isso com baterias que podem deixar o aparelho ligado por dias em stand by ou até 10 horas em uso direto. Nenhum netbook consegue alcançar essas marcas.

E, por ser pequeno, parecido com um livro, cabe em qualquer canto da bolsa.

Tela de toque, ou touchscreen

A tela de toque é uma característica herdada dos smartphones e celulares modernos, e é fundamental para a experiência com tablets.

A tela sensível, conhecida como touchscreen, possibilita diversos tipos diferentes de experiências nos aplicativos – escrever com caneta, operar com os dedos, usar mais de um dedo (multitouch) para ações diferentes – além de permitir uma maneira muito intuitiva para gerenciar janelas, telas e rolagens.

Aplicativos, os famosos “apps”

A praticidade dos tablets não fica apenas no seu transporte. Assim como num computador comum, é preciso programas ou aplicativos, chamados de apps, que façam o que o usuário espera.

Com os apps você pode:

  • Jogar (há milhares de jogos disponíveis)
  • Desenhar
  • Assistir a filmes (inclusive ligando a TV neles)
  • Ouvir música
  • Ler revistas, jornais e tiras em versão mobile
  • Ler ebooks e PDFs como se fosse um livro de papel
  • Consultar mapas e planejar viagens
  • Escrever textos e mexer em planilhas
  • Fazer apresentações (inclusive com projetores externos)
  • Resolver problemas técnicos no trabalho
  • Pregar peças nos colegas

E a cada momento aparecem apps para os mais diversos e divertidos fins.

iOS? Android? BlackBerry? O que é isso?

São os sistemas operacionais dos tablets. Eles são os apps principais, os que fazem o tablet funcionar. Aquilo que você vê logo que liga o tablet é o sistema operacional.

O iOS é o sistema operacional exclusivo dos dispositivos fabricados pela Apple: (iPad, iPod touch e iPhone). Programas para iOS só rodam nele.

Os outros tablets não podem usar o iOS. A maioria usa o Android, um sistema operacional desenvolvido pela Google. Vários fabricantes de tablets usam o Android, o que quer dizer que o mesmo app que funciona (por exemplo) no Galaxy Tab, da Samsung, deve funcionar igualmente no XOOM, da Motorola, e qualquer outro que use Android.

Alguns (uma minoria) usam o Windows da Microsoft, mas são poucos. Há ainda o BlackBerry Playbook, que não é compatível com ninguém e possui menos apps que os outros, mas é um bom tablet.

iPad, o tablet da Apple

iPad 2 da Apple

 

O iPad, lançado em 2010, foi o primeiro tablet multitouch do mundo e hoje é o que mais vende, detendo 75% do mercado de tablets no mundo. Conta com milhares de aplicativos disponíveis em sua loja, a App Store. A empresa de Cupertino é uma das principais responsáveis pelo crescimento deste mercado.

A ideia do iPad é tão boa que acabou gerando concorrência e imitadores, trazendo novas empresas, marcas e modelos.O iPad 2 está disponível em versões de 16, 32 e 64 GB de memória e com conexões Wi-Fi e 3G.

Tablets com Android

Galaxy Tab da Samsung

Além do iPad, da Apple, os tablets mais importantes do mercado usam o sistema operacional Android.

Exemplos importantes neste “mundo Android” são o Motorola XOOM e o Samsung Galaxy Tab.

Com Android, ainda existem outras marcas, como a Acer, com seu tablet Iconia, a ASUS, com o Eeepad e a ZTE, com o V9, que acaba tendo os preços mais baixos.

Tablet Samsung Galaxy Tab 10.1

Os preços, aliás, ainda não são tão atrativos para a maioria do público brasileiro (os modelos mais baratos custam por volta de R$ 1.000), mas este quadro está mudando, principalmente com a chegada da Medida Provisória 534, que irá diminuir a carga tributária dos tablets produzidos em território nacional.

O estranho no ninho: BlackBerry Playbook

É claro que há também outras empresas fabricantes de tablets atuando no Brasil e no mundo, mesmo que, por aqui, ainda não sejam tão expressivas. A americana RIM (Research In Motion) possui o seu BlackBerry Playbook 4G, um pouco menor que os concorrentes, mas que conta com uma boa quantidade de aplicativos em sua loja virtual, a App World.

E os tablets com Windows?

Tablet ASUS EeePad

A Microsoft tenta há anos emplacar um tablet com o sistema operacional Windows. Apesar dos insucessos anteriores, a empresa espera que o reconhecimento do mercado deva acontecer com o Windows 8 e sua interface Metro inspirada no Windows Phone 7.

Hoje, já existe o EeePad, da ASUS, que roda o sistema operacional Windows 7, que proporciona uma experiência diferente, pela tela touchscreen, mas que ainda está muito atrelado ao jeito “notebook” de operação.

Seja qual for a sua escolha, pode ter certeza que os tablets chegaram pra ficar e irão tomar um importante lugar no dia a dia das pessoas em um futuro bem próximo. Sendo assim, mesmo que você ainda não tenha dinheiro – ou ainda não queira “arriscar” – é bom já ir pensando em qual tablet é o seu preferido, porque, acredite, você ainda vai comprar um.

Jogue pôquer no Google+ com seus amigos

Que tal jogar pôquer por videoconferência? Acesse o Google+, instale o plugin para chamadas de vídeo e comece um Hangout.

Na tela da conversa, clique em Adicionar Aplicativo e busque pelo Aces Hangout, que é gratuito.

Feito isso, é só montar sua mesa, convidando a galera por meio de um link que pode ser publicado também no Facebook e no Twitter. Durante a jogatina é possível conversar e até usar efeitos especiais sobre as imagens, como chapéus, óculos e perucas virtuais.

Vai ser difícil encher uma mesa só com amigos? É possível participar de partidas abertas e testar sua sorte com gente de todo o mundo.